Cortou – me

Cortou-me
Chegou a sangrar por tempos
Sangrou até em pessoas que não tinham nada a ver
Sangrou até eu acreditar que teria uma hemorragia pois o sangue que saia
excedia aquilo que eu achava que podia perder
Perdi, perdi a mim, perdi você e perdi as forças para seguir
Mas mesmo assim continuei, não como antes, nunca mais como antes
Segui fraca, afinal havia perdido muito…
Me sufocava tanto, fiquei sem fôlego, coração apertado
As palavras? pareciam faltar.
O coração de angústia parecia reinar.
Meu Deus, quando tudo vai acabar?
Se eu tivesse como te mostrar meu coração, provavelmente você se assustaria
Não está bonito de ver, pelo menos não por enquanto
Se visse meu coração dilacerado, seria pouco para descrever
Mas me apego a palavras e a certeza de que passará, não sei quando
porém, é certo de que esse momento, chegará.
Esse dia vai chegar!

Acadêmica de Psicologia, atualmente trabalho como vendedora, amo ler principalmente Max Lucado e Augusto Cury. Suicídio para mim sempre foi um tema por sua vez desafiador, como desafiadora que sou, quero enfrentar essa guerra para entender um pouco sobre e poder ajudar onde meus pés chegarem.

Deixe o seu comentário

Avatar

Érika Thalyta

Acadêmica de Psicologia, atualmente trabalho como vendedora, amo ler principalmente Max Lucado e Augusto Cury. Suicídio para mim sempre foi um tema por sua vez desafiador, como desafiadora que sou, quero enfrentar essa guerra para entender um pouco sobre e poder ajudar onde meus pés chegarem.

error: O conteúdo está protegido !! Vá criar o seu!
google.com, pub-6092656382618265, DIRECT, f08c47fec0942fa0